"Hoje, eu tenho a oportunidade de ter a minha identidade de volta. Pela minha idade e por eu ser usuário, era difícil alguém acreditar em mim. Hoje em dia, as pessoas veem a gente com outros olhos. Graças a Deus e a todos, dá para sorrir de novo. E eu quero mais: ter a minha casa e construir a minha família!" João Bosco Maciel, de 51 anos, usava drogas desde a sua adolescência. Atualmente, faz parte da equipe de jardinagem da frente de trabalho do programa São Paulo de Braços Abertos. A iniciativa, da Prefeitura de São Paulo em parceria com a Adesaf, promove a reabilitação psicossocial de dependentes químicos da região da Luz, conhecida como Cracolândia.